Home / Destaque / COI anuncia mudanças no programa Olímpico

COI anuncia mudanças no programa Olímpico

O COI, Comitê Olímpico Internacional, anunciou nesta sexta-feira mudanças para os Jogos de Tóquio em 2020. Além dos cinco novos esportes (beisebol/softbol, caratê, escalada, skate e surfe), aprovados ano passado, a entidade decidiu aumentar a participação feminina no boxe, na canoagem e no remo, criou competições mistas na natação, no atletismo, no judô, no tênis de mesa e no triatlo e incluiu a modalidade 3 x 3 no basquete e a freestyle no ciclismo BMX.

Para o Yoshiro Mori, presidente da Tóquio 2020, as mudanças anunciadas para a próxima edição dos Jogos Olímpicos a tornarão mais atraente, como era o desejo do COI. “Com os novos eventos confirmados hoje e com os cinco novos esportes e 18 novos eventos que foram adicionados no ano passado, acredito que os Jogos Olímpicos se aproximaram muito da visão do COI que é para jogos mais atraentes para os jovens. Durante o processo, mostrei a determinação de Tóquio 2020 de minimizar os custos e agradeço pela criação de um programa de eventos tão surpreendente”.

Com as alterações anunciadas, algumas modalidades como atletismo, natação, wrestling e levantamento de peso perderam alguns atletas em relação ao número total por esporte. Com isso, a Olimpíada em Tóquio terá 285 participantes a menos do que no Rio de Janeiro no último ano. Com a distribuição mais igualitária entre os gêneros, a próxima edição  terá o número recorde de participantes do sexo feminino, com 48.% do total, superando os 46.1% no Brasil.

Confira:

Natação: 800m masculino, 1500m feminino Livre e o Revezamento 4x100m Medley Misto
Tiro com Arco: Competição por Equipes
Atletismo: 4x100m Misto
Basquete: 3×3 Masculino e Feminino
Boxe: Serão criadas duas categorias femininas e excluídas duas masculinas
Canoagem: Serão criadas três categorias femininas e excluídas três masculinas
Ciclismo – BMX: Freestyle Masculino e Feminino
Ciclismo – Pista: Madison Masculino e Feminino
Esgrima: Competição por Equipes Masculino e Femeinino
Judô: Competição por Equipes Mista
Remo: Será criadas uma categorias femininas e excluída uma masculina
Vela: Mudança de uma categoria mista, a categoria NACRA 17 será substituída por outra
Tiro Esportivo: Substituição de três categorias masculinas por três mistas
Tênis de Mesa: Duplas Mistas
Triatlo: Revezamento por Equipes mistas
Levantamento de Peso: Exclusão de uma categoria de peso

 

Buscando o equilíbrio entre os gêneros o Comitê Olímpico Internacional confirmou uma redistribuição entre os atletas homens e mulheres, que se dará da seguinte forma:

Boxe: Transferência de 44 vagas masculinas para o feminino
Canoagem: Transferência de 55 vagas para alcançar o equilíbrio de gênero
Ciclismo – BMX: Transferência de 8 vagas para alcançar o equilíbrio de gênero
Ciclismo – Mountain Bike: Transferência de 8 vagas para alcançar o equilíbrio de gênero e de 4 vagas masculinas para o Freestyle
Ciclismo – Estrada: Transferência de 14 vagas para Freestyle masculino
Judô: Transferência de 38 vagas para alcançar o equilíbrio de gênero

 

A redistribuição dos atletas por modalidade se dará da seguinte forma:

Polo Aquático: Redução do número de atletas por equipes e o acréscimo de duas equipes femininas
Natação: redução de 22 atletas
Atletismo: redução de 105 atletas
Basquete: acréscimo de 64 atletas (8 equipes no 3×3 em cada gênero com oito atletas cada)
Remo: Redução de 24 atletas para equilibrar o número de atletas no masculino e feminino
Vela: Redução de 30 atletas para equilibrar o número de atletas no masculino e feminino
Tiro Esportivo: Redução de 30 atletas para equilibrar o número de atletas no masculino e feminino
Levantamento de Peso: Redução de 64 atletas para equilibrar o número de atletas no masculino e feminino
Luta: Redução de 56 atletas em todas as modalidades para equilibrar o número de atletas no masculino e feminino no estilo Livre.
Fonte: Olimpíada Todo Dia