Home / Notícias / Bernardinho deixa o comando da Seleção Masculina de Vôlei após 15 anos
Foto: Divulgação/CBV

Bernardinho deixa o comando da Seleção Masculina de Vôlei após 15 anos

Foi anunciado pela CBV na última quarta-feira (11) que após mais de 15 anos, Bernardinho não será mais o técnico da Seleção Brasileira Masculina de Voleibol. A decisão foi do próprio técnico, alegando querer ter mais tempo para dedicar à família.

Bernardinho é dono de um estilo todo particular de comandar as suas equipes e foi multicampeão com a seleção Brasileira.

Bernardinho faturou com a seleção masculina dois ouros olímpicos, em Atenas 2004 e Rio 2016, duas pratas, em Pequim 2008 e Londres 2012, três títulos mundiais, em 2002, 2006 e 2010, oito Ligas Mundiais, em 2001, 2003, 2005, 2007, 2009, 2011, 2013 e 2015. Além disso, ainda levou duas Copas do Mundo, em 2003 e 2007, e foi duas vezes medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, em 2007 e 2011.

Bernardinho permanecerá colaborando com a seleção ocupando o cargo de coordenador de seleções.

A CBV, que é presidida pelo alagoano Valter Pitombo Laranjeiras – Toroca, anunciou que Renan Dal Zotto será o novo técnico da seleção masculina. A escolha foi feita pelo próprio presidente e de imediato foi contestada por Bernardinho, que declarou que o seu substituto natural seria o assistente técnico Rubinho que está no cargo desde 2006. Segundo Bernardinho, o planejamento que vinha sendo feito era que Rubinho assumisse para dar continuidade à linha de trabalho que vem sendo realizado na seleção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.